fbpx

Todo ano é a mesma coisa.
Chega dezembro e a gente faz uma análise do que gostaria que acontecesse em nossas vidas no ano que está chegando. E para isso, estabelecemos metas e objetivos que, antes de chegar o carnaval, já foram todos esquecidos. Ficam só na empolgação da mudança que nunca acontece.

Isso soa familiar para você?
Não fique triste. É mais comum do que você imagina.
Porém, acredito que você não esteja satisfeito com essa frustração de “planejar” alguma coisa e não conseguir realizá-la, não é? Eu sei bem como é isso…

Como resolver? Existe alguma forma de planejar e fazer acontecer?
Claro que tem. Milhões de formas. Mas todas elas dependem mesmo é da sua motivação interior. Sem isso, não há planejamento, técnica, metodologia, macumba, que faça com que seu planejamento saia do papel (ou do app que você baixou porque é moderninho).

Fiquei pensando durante um tempo de que forma eu iria definir minhas metas para o próximo ano e qual metodologia iria usar.
Resolvi então adaptar uma metodologia muito usada pelas empresas (Google, Twitter, Facebook, Dropbox, Spotify, LinkedIn, etc.) para definir minhas metas pessoais. É, comprovadamente, uma metodologia funcional e por isso vou utilizá-la para o âmbito pessoal.

Mas o que é OKR?

OKR vem da sigla em inglês “Objectives and Key Results”, ou seja: Objetivos e Resultados-chave.
É um sistema de definição de metas que tem o intuito de utilizar métricas para avaliar o progresso e/ou sucesso de suas definições.

O responsável por introduzir o OKR no Google é um cara chamado John Doerr, que definiu uma fórmula fácil de entender:

 

• EU IREI___(objetivo)____QUE SERÁ MEDIDO PELO(A)___(resultado-chave)___.

 

É importante saber também que TODO OBJETIVO PRECISA DE UMA MÉTRICA, senão não é meta. É apenas um desejo. O ideal é que para cada objetivo que você determine, haja de 2 a 5 resultados-chave. Se você estabelecer mais do que isso, vai acabar se perdendo num mar de métricas.
Todos os resultados-chave tem que ser quantificáveis e mensuráveis.

De acordo com Marissa Mayer, ex-vice presidente do Google:

Se não tem número, não é resultado-chave.

Vamos ao exemplo:

EU IREI PERDER PESO QUE SERÁ MEDIDO PELA DIMINUIÇÃO DE 10KG ATÉ JUNHO DE 2019.

Nesse exemplo (que é provável que sirva para você, mudando apenas a quantidade a ser perdida), temos o seguinte cenário:

Objetivo:
• Perder peso

Resultados-chaves:
• Reduzir o peso corporal de 100Kg para 90Kg

Bom, para realizar tal façanha, você terá que definir algumas tarefas e os ciclos de avaliação para chegar no seu resultado.
Algumas dessas tarefas podem ser:

• Aumentar a quantidade de práticas esportivas;
• Diminuir a quantidade na alimentação;
• Aumentar a qualidade da alimentação;
• Evitar elevador quando houver escadas;
• Fazer deslocamentos usando bicicleta.

Note que há uma diferença entre resultados-chave e tarefas.
Para conseguir reduzir o peso, será necessário realizar essas tarefas supra-citadas.

 

Defina os ciclos de avaliação.

Como esse objetivo tem um deadline em junho do ano que vem, você poderá definir ciclos de 1 mês para avaliar se você está conseguindo realizar todas as tarefas e se os resultados parciais estão sendo atingidos. Para perder 10Kg em 6 meses, você terá que, a cada mês perder 1.66Kg. Não é tão difícil, né?
É sim.
E por isso você tem que ter esses ciclos de avaliação para poder tomar as atitudes necessárias caso a sua meta parcial não tenha sido atingida.
Crie sua planilha e vá definindo suas micro-tarefas, que irão te ajudar nesse objetivo.

 

Quais os benefícios de definir OKRs para a vida pessoal?

• Agilidade
Você vai poder fazer os ajustes de uma forma mais rápida se perceber que está indo numa direção diferente do objetivo principal. É mais fácil corrigir essas micro-tarefas, que por consequência vão te levar aos resultados-chave.

• Foco
Você aumenta significativamente o foco naquilo que você determinou a alcançar.
Por isso, não custa nada (e é muito interessante) que você deixe a sua lista de OKR em algum lugar visível. Tenho certeza que vai te ajudar bastante.

• Controle
Vai ser bem mais fácil atingir seus resultados com as avaliações realistas e ajustes que você fará. Ter o controle sobre isso e com antecedência te levará aos resultados-chave com sucesso.

 

Agora, tudo isso acontecerá SE E SOMENTE SE você despertar a sua MOTIVAÇÃO INTERIOR. Você é o único responsável por isso. Então encontre uma maneira ou justificativa para que essa motivação aflore e você consiga atingir seus objetivos.

Bom, agora é só preparar a lista de desejos para 2019, filtrar para que haja objetivos factíveis e colocar os números que irão medir os resultados. Agora sim você terá um OKR.

Desejo ótimos resultados e que 2019 seja um ano de muitas realizações para você!

#simbora

%d blogueiros gostam disto: